Home Notícias Adventistas Concílio apresenta novas ferramentas para ministérios da Criança e Adolescente

Concílio apresenta novas ferramentas para ministérios da Criança e Adolescente

19
0

As novas gerações têm recebido grande atenção da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Mas como atendê-los? Qual melhor forma de apresentar o evangelho para eles? Como mantê-los na igreja? São grandes desafios em um mundo tão secularizado como o nosso. Pensando nisso, a Associação Catarinense das Igrejas Adventistas (centro sul de Santa Catarina) realizou um encontro com os líderes dos seus 53 distritos pastorais neste fim de semana. O evento aconteceu no CATRE (Centro Adventista de Treinamento e Recreação) em Governador Celso Ramos.

Treinamentos, palestras e testemunhos fizeram parte da programação. Para os líderes, foi mostrado o desafio que é manter crianças, juvenis e adolescentes nos caminhos de Deus. “Através do poder de Deus podemos fazer a diferença. Nenhuma ação será mais importante que uma vida consagrada a Deus. O evangelho é atrativo para as crianças e adolescentes e nos dias de hoje precisamos usar os recursos que estão em nossas mãos”, explica a professora Maxci Esterci, líder do Ministério da Criança e Adolescente – AC. Ao todo, 90 líderes estiveram presentes e que irão repassar o conteúdo para os líderes locais nos próximos dias.

Novidades foram apresentadas para os participantes. “A partir deste ano a Associação Catarinense está reservando uma nova verba para o Ministério da Criança e do Adolescente. Uma verba para novas gerações. Nós não apenas falamos, mas investimos nesta área. A verba extra será para arrumar detalhes que antes não eram ajustados. Sabe aquela decoração que nunca é comprada? Aquela criança que não tem uma lição? Ou aquela parede que precisa de uma pintura? Enfim, essa verba, que não é muito grande infelizmente, será investida nos detalhes para melhorar as salas das crianças da Escola Sabatina”, apresentou o pastor Paulo Lopes, Presidente – AC.

Quem também esteve presente foi a professora Júlia Cardoso, líder do Ministério da Criança e Adolescente da União Sul Brasileira, e destacou o DNA social, que é a influência que os líderes exercem sobre suas crianças. “As crianças irão imitar a gente. Você líder tem que estar feliz. Não conseguimos ficar sem o rebanho. Nos preocupamos com eles e queremos que eles estejam felizes”, explica a líder. Na oportunidade ainda foi apresentado um sistema chamado Beep Teen, voltado para o público adolescente, com perguntas do espírito de profecia em formato dinâmico e atrativo. E a doutora Rosangela Silva destacou a importância dos líderes estarem preparados para receberem crianças inclusivas.

Na parte de testemunhos, foi apresentado o culto para as crianças aos domingos. “Há igrejas que já estão fazendo cultos para as crianças aos domingos. Os adultos têm o culto deles e as crianças são direcionadas para uma sala delas. Um alimento espiritual para a idade cognitiva delas. A classe não é uma creche. Ela serve para apresentar o amor de Jesus aos pequenos. Na igreja central de Itajaí é um exemplo desta iniciativa que pode ser copiada pelas outras congregações”, acrescenta a professora Maxci Esterci. Outra sugestão de iniciativa são os cultos de quarta realizados pelas crianças e adolescentes. “Igrejas de Camboríu, Campinas, Itajaí e na serra tem feito isso. Tudo feito por eles. Desde a recepção, passando pelo louvor e até a pregação é com eles. Assim, os pais também visitam a igreja e o culto fica lotado”, ressalta Maxci.

“Alguém trouxe crianças para Jesus no relato de Marcos 10:13. Elas não foram sozinhas. Alguém as levou. Essa pessoa é você. Outra coisa que percebemos no relato é que as crianças queriam ver Jesus. Jesus era agradável. As crianças são apaixonadas pelos tios alegres e brincalhões. Jesus era esse tipo de pessoa. Que possamos imitar o nosso Salvador e levar o coração dos nossos pequenos aos pés de Cristo”, conclui o pastor Paulo Lopes.

https://sdahymnal.net/

Previous article20,000 Lives Transformed Because of One Man on a Bicycle Inspires Eight to do the Same
Next articleEvery member has a story  – Adventist Record

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here