Home Notícias Adventistas “A Escola Sabatina me faz sentir parte da Igreja”, declara jovem que...

“A Escola Sabatina me faz sentir parte da Igreja”, declara jovem que criou canal de estudos

479
0

Senso de pertencimento levou Mel Coelho a criar o projeto ‘Lição em Pauta’, como foram de incentivar as pessoas a estudarem a Bíblia e conhecerem a Igreja Adventista.

Por Dayane Nascimento
27 de setembro de 2020

Escola Sabatina é o ministério em que a Mel encontrou espaço para desenvolver seus talentos [Foto: Divulgação]

É a maior escola do mundo! Foi assim que Mel Coelho foi apresentada à Escola Sabatina em 2009, quando ainda morava em sua cidade natal, Santo Antônio do Jacinto, interior de Minas Gerais, e começava a ter os primeiros contatos com a Igreja Adventista.

“Fiquei curiosa e quis participar. O professor era bem didático, incentivava os alunos a responderem as perguntas e fazia com que todos interagissem. Até eu, que era muito tímida, participei”, conta. Encantada com a Lição da Escola Sabatina, pediu um exemplar do guia de estudos. “Estudei as lições do trimestre inteiro em apenas um dia”, revela rindo.

Onze anos depois, morando em Cuiabá (MT), Mel considera o estudo da lição um dos melhores momentos do seu dia e a Escola Sabatina uma oportunidade de se relacionar, fazer amizades, descobrir talentos e conhecer outros pontos de vista sobre o mesmo tema. “A Escola Sabatina é mais do que uma reunião em grupo para recapitularmos o que estudamos durante a semana. É a oportunidade de compartilharmos ideias e estratégias de evangelismo”, define.

Muito tímida, Mel conta que se considerava incapaz e se preocupava em como poderia falar do amor de Jesus às pessoas. “A Escola Sabatina me fez sentir parte da igreja. Quando entendi que era um lugar em que poderia me expressar sem julgamentos, me senti abraçada. É o ministério que mais amo na igreja. Acredito que este seja o meu ministério”, afirma.

Mel continuou participando da Escola Sabatina de forma on-line durante o período de isolamento social, imposto pela pandemia [Imagem: Divulgação]

Escola Sabatina na pandemia 

Mel ressalta que na Escola Sabatina se sente acolhida e à vontade para expor suas ideias, independente de conhecimentos teológicos. Por isso, foi difícil não ir à igreja durante os meses mais críticos da pandemia, em que o isolamento social foi necessário.

“Gosto de me comunicar olhando nos olhos das pessoas, de abraçar meus alunos e os amigos. Mas, mesmo com todos os desafios, consegui manter contato de forma on-line”, explica.

Lição em Pauta

Porém, foi justamente através da internet que Mel encontrou uma forma de desenvolver o ministério que tanto ama. “Inicialmente, a proposta era convidar alguns pastores para gravar vídeos curtos sobre o tema da Lição, como forma de divulgar a livraria adventista onde trabalho. Um amigo sugeriu que eu mesma gravasse os vídeos. Falei: será? Nunca fiz vídeos para internet. Tenho vergonha até de me expor nas redes sociais. Esse amigo me incentivou e no dia 26 de fevereiro de 2020 gravei o primeiro vídeo”, comenta.

Capa de um dos vídeos do projeto Lição em Pauta, disponível no YouTube [Imagem: Divulgação]

Nascia, assim, o projeto Lição em Pauta, um canal no YouTube com vídeos curtos, dinâmicos e criativos, com foco nos assuntos propostos nos guias de estudo da Escola Sabatina, para que as pessoas descubram o prazer de estudar a Bíblia. “É desafiador em todos os sentidos. Preciso dedicar tempo, ter ideias, preparar o roteiro, sem falar na edição, para a qual conto com a ajuda de um amigo. Mas não pretendo parar! Tenho em meu coração o propósito de que se fizer a diferença na vida de apenas uma pessoa, já terá valido a pena”, celebra.

Resultados

Atualmente, Mel está estudando a Bíblia com duas mulheres. Uma delas é a Val, de Brasília, que a Mel conheceu durante o Together, o maior evento de missão e voluntariado já realizado no Brasil, promovido em novembro de 2019, na capital federal. “Eu trabalhei na equipe de credenciamento e ela como segurança. Fizemos amizade e trocamos contato”, relembra.

“Passei a mandar para ela os vídeos, que encaminhou para uma amiga, a Cleiva, e ambas se interessaram. Embora ainda nem conhecessem a Lição da Escola Sabatina, disseram que queriam aprender mais sobre Deus. Então, depois que elas assistem ao vídeo que gravo, debatemos pelo WhatsApp sobre os assuntos que ficaram com dúvidas”, detalha. “Com certeza, mesmo que à distância, esta é uma forma de fazer com que elas também se sintam parte de algo, como um dia eu fui acolhida pela maior escola do mundo!”, declara.

https://sdahymnal.net/

Previous article100 MPH Winds, Adventist Students, and the Free Love of God
Next articleChurch finances holding up in tough conditions

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here