Ação Solidária Adventista promove oficina terapêutica de artesanatos em Ceilândia

0
42

Projeto surgiu após coordenadora ser desenganada pelos médicos

Por Rafael Brondani
29 de janeiro de 2020

O projeto conta com a participação de 53 alunos. (Foto: Divulgação)

Com objetivo de ajudar pessoas com depressão, ansiedade, idosos que vivem sozinhos e pessoas que precisam aprender um novo ofício para geração de renda, a Ação Solidária Adventista (ASA) de Ceilândia Norte criou a Oficina Terapia de Artesanato.

Em funcionamento desde agosto de 2017, o projeto conta com a participação de 53 alunos, sendo cinco deles portadores de necessidades especiais. O local onde o projeto acontece também recebe os idosos do Abrigo Esperança, que une a fisioterapia ao artesanato para melhorar a vida das pessoas. Lá, os alunos têm diversas opções de cursos gratuitos, como bordado vagonite com fita e linha, cachecol, crochê, ponto cruz, bordado em tecido xadrez, patchwork e pintura em tecido e vidros.

A coordenadora do projeto, Creuza Gomes, viveu um momento delicado em sua vida e foi após sair vitoriosa de uma depressão que resolveu ajudar outras pessoas que poderiam estar na mesma situação que ela um dia amargamente experimentou. Ela conta que em 2016 sofreu um traumatismo craniano. Por conta disso, ficou seis dias em coma profundo e os médicos disseram a familiares e amigos que ela não sobreviveria. “Deus ouviu muitas orações. De acordo com os exames, fui diagnosticada com alta depressão. Depois que saí do coma e vi que Deus me deu mais uma chance de viver, tive a ideia de formar uma Oficina Terapia de Artesanato”, compartilha Creuza.

Todos os professores do curso são voluntários e recebem alunos indicados por psicólogos e psiquiatras nos casos de depressão. “É muito gratificante saber que o artesanato ajuda a melhorar a depressão. Somos gratos a Deus por isso”, comenta a coordenadora.

Além do artesanato, as voluntárias também levam uma mensagem de amor e esperança as participantes. Antes de começarem as aulas existe um momento especial para refletir sobre o amor de Deus. Como resultado desse costume, quatro alunos já foram batizados e outros manifestaram interesse em conhecer a Igreja Adventista.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here