Comissão Diretiva recomenda pastor Stanley Arco como presidente da Igreja na América do Sul

Comissão Diretiva recomenda pastor Stanley Arco como presidente da Igreja na América do Sul

Nome foi apontado por membros da Comissão Diretiva Plenária em nível sul-americano, mas ainda precisa ser referendado por Comissão Diretiva da Associação Geral

Por Felipe Lemos e Jefferson Paradello
16 de abril de 2021

Até então, Arco atuava como vice-presidente da Igreja Adventista para oito países sul-americanos (Foto: Gustavo Leighton)

Comissão Diretiva Plenária da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia recomendou o pastor Stanley Arco como o novo presidente da denominação para oito países da América do Sul. A reunião foi realizada de modo virtual na manhã de hoje, 16. Agora, para se tornar efetivoseu nome deve ser referendado pela Comissão Diretiva da Associação Geral, a sede mundial da Igreja AdventistaEsse procedimento está previsto no Working Policy, um conjunto de regulamentos a nível global, que contém diretrizes sobre esses e outros assuntos administrativos.  

Arco nasceu em Laranjeiras do Sul, no Paraná, em 17 de junho de 1963. Formou-se em Teologia no Instituto Adventista de Ensino (IAE), hoje Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp)em 1987, e fez mestrado em Relações Familiares na Universidade Adventista do Chile. É casado com Regiane dos Reis Arco e pai de três filhas: Dilsiane, Monise e Thaís. 

Leia também:

Trabalhou durante 17 anos como diretor do Ministério Jovem em diferentes regiões. Foi, também, secretário-executivo em duas sedes administrativas da Igreja Adventista no sul do Brasil, além de assistente da presidência no escritório sul-americano da denominação. De 2011 a 2014, foi presidente da Igreja na Bolívia; de 2015 a 2018 presidiu a Igreja no Chile. No final de 2018, Arco assumiu a liderança para os Estados da Bahia e Sergipe. Em agosto de 2020, foi nomeado como um dos vice-presidentes da Divisão Sul-Americana, com sede em Brasília. 

É uma alegria, um privilégio e uma enorme responsabilidade esta missão”, definiu Arco após ser informado sobre a recomendação. “Peço oração a cada membro, a cada pessoa que deseja ver Jesus logo voltar. Orem por mim, por todos nós e pela missão da Igreja Adventista na América do Sul e no mundo. 

Processo de indicação 

A reunião teve início às 9h da manhã e foi dirigida pelo pastor Ted Wilson, presidente mundial da Igreja Adventista. Aos 148 delegados que representam a Igreja nesta região e tem direito a voto – administradores, obreiros, membros de templos locais e pastores distritais -, Wilson pontuou que a denominação atua de acordo com regimentos e comissões representativas, o que reforça o importante senso de decisões em conjunto. Antes da agenda de votação, ele sublinhou que neste tipo de comissão, a orientação divina é sempre buscada para que as decisões sejam conduzidas pelo Senhor. 

Ao se dirigir aos participantes, ele usou como base o texto de Miqueias 6:8 e lembrou que este novo presidente também age como um vice-presidente da Associação Geral, o que requer andar com humildade diante de Deus. “Não importa o cargo de liderança em que a pessoa esteja, é preciso pedir a Deus para sempre fazer parte desta grande missão de pregar o evangelho”, acentuou. 

No processo de escolha, Wilson propôs aos delegados que expusessem características que consideram importantes para o perfil ideal de uma pessoa que conduz a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Eles listaram pontos como humildade, comprometimento com a missão, uma visão ampla da necessidade da pregação do evangelho, motivação para desafiar membros e líderes, entre outras qualidades. Para a escolha, foram realizados momentos de oração, tanto na indicação dos nomes quanto durante o processo de votação. 

O pastor Stanley Arco recebeu 62,84% dos votos. Dentre os pontos considerados estão sua relação com a Igreja no Brasil e nos outros países onde trabalhou, o que lhe proporcionou uma visão mais ampla dos desafios e oportunidades para levar a mensagem de esperança para outras culturas. Agora, como parte do processo administrativo da Igreja, aguarda-se a aprovação pela Associação Geral. 

Reconhecimento 

Também foi aprovado um voto de gratidão pelo tempo de serviço dedicado pelo pastor Erton Köhler à América do Sul. Recém-nomeado secretário-executivo da Associação Geral, Köhler ficou emocionado e agradeceu pelo período em que esteve à frente da liderança da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista, que abrange o Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. 

Köhler deixou um legado de amor e serviço pela Igreja, que continua diante de seu novo desafio. Na América do Sul, impulsionou a atividade missionária, reforçou a necessidade de estudo diário da Bíblia e atenção especial às novas gerações. 

https://sdahymnal.net/

Author Image
bushbaby

Leave a Reply

Your email address will not be published.