Concílio de pastores escolares estabelece planejamento para os próximos cinco anos

Concílio de pastores escolares estabelece planejamento para os próximos cinco anos

A prioridade é fortalecer a identidade adventista por meio do engajamento missionário de alunos e funcionários

Por Jenny Vieira
16 de março de 2021

Cerca de 30 pastores participaram do encontro online para planejamento e orientações para as atividades escolares

Entre os dias 13 e 14 do último final de semana, aconteceu o Concílio de Pastores Escolares da região Centro-Oeste Brasileira. O evento online reuniu cerca de 30 pastores, com o objetivo de alinhar as estratégias espirituais a serem desenvolvidas nas unidades escolares ao longo do ano.

Na abertura, o líder da Igreja Adventista para todo o Centro-Oeste, pastor Alijofran Brandão, já relembrou aos participantes a sua principal missão. “Nosso foco deve ser levantar uma geração missionária, por meio das escolas”, afirmou.

Durante o evento, foi apresentado aos pastores o planejamento estratégico da capelania para os próximos cinco anos, e um sistema online que auxiliará o pastor a gerenciar prioridades no trabalho, além de oferecer um registro histórico de todo acompanhamento pastoral realizado na unidade escolar. “Temos como prioridade fortalecer a identidade adventista, por meio do engajamento missionário de alunos e servidores”, explicou o pastor Samuel Carvalho, líder de Educação para toda a região.

O concílio reuniu atividades práticas e incentivo espiritual, durante os dois dias de programação.

“Temos a expectativa de que as apresentações e o tempo dedicado para a participação de cada capelão, contribuam no direcionamento de seu trabalho, a fim de que a pregação do evangelho de forma intencional seja ainda mais efetiva nas unidades escolares”, continua Carvalho.

Para Denisson Cavalcante, pastor escolar do Colégio Adventista da Asa Sul, em Brasília, o concílio foi motivador. “O ponto alto do concílio foi mesclar aspectos técnicos do dia a dia, com a motivação espiritual de modo muito equilibrado. Esse tipo de encontro é incentivador, mesmo que feito de forma online, pois mostra que não estamos fazendo um trabalho isolado e sim em parceria com todos os outros colegas. Para mim, o que ficou foi a importância de compartilharmos nossos projetos e realizações uns com os outros, tanto para melhorias nesses projetos, quanto para a multiplicação deles”, avaliou.

O papel do pastor escolar

O papel de um capelão ou pastor escolar, dentro da escola, envolve diversas funções. Em tempos de pandemia, muitas de suas atividades tiveram de ser adaptadas para uma nova rotina. Para o pastor Arturo Betencourt, coordenador dos capelães escolares no Centro-Oeste, sua função está diretamente ligada com a missão. “Os pastores escolares lideram o movimento missionário nas unidades escolares. Gerenciam projetos que promovem o crescimento espiritual de professores, servidores, alunos e suas famílias e, na maioria dos casos, serve como professor de Ensino Religioso. Na prática, ele é o diretor da Agência de Missões da sua unidade escolar, Gerencia as Classes Bíblicas, estudos bíblicos, e pequenos grupos de alunos e servidores da escola”, explica.

Para ele, três características são essenciais para ser um capelão:

1. O chamado de Deus para esta elevada e nobre obra. (Ellen G. White, Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes pág. 431)

2. Profunda experiencia cristã, pois só assim transmitirão isso direta e indiretamente para os estudantes. (Ellen G. White, Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes pág. 431).

3. Devem ser competentes e talentosos, pois o desafio é grande e requer pastores que possam levar a obra da verdadeira educação pra frente. (Ellen G. White, Evangelismo, pág. 475).

Betencourt ainda ressaltou as atividades que continuam sendo realizadas, mesmo em um momento tão desafiador da história. “Em tempos de pandemia, a capelania da UCOB tem nos surpreendido com muita criatividade. Seus esforços demonstram sua paixão pela nova geração e isso tem nos impulsionado a ser ousados, sem deixar de ser cautelosos. O Espírito Santo não parou de trabalhar por meio da capelania durante este período. Os capelães têm se reinventado e utilizado a internet como nunca antes. Pequenos grupos online, visitação online, capelas online, aulas online, videos de YouTube, Semanas de oração online, podcasts e muito mais tem sido meios de alcançar servidores, a nova geração e suas famílias para Jesus”, comemorou.

https://sdahymnal.net/

Author Image
bushbaby

Leave a Reply

Your email address will not be published.