Costureiras adventistas confeccionam máscaras e doam com livro missionário

0
310
Costureiras usam tempo entre os afazeres domésticos para confeccionarem máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Mais de 500 unidades de máscaras já foram doadas à comunidade de Ponto Belo, região norte do Espírito Santo

Por Ayanne Karoline
1 de abril de 2020

Costureiras usam tempo entre os afazeres domésticos para confeccionarem máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Costureiras usam tempo entre os afazeres domésticos para confeccionarem máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Um dos símbolos da prevenção ao coronavírus (COVID-19) é a máscara. Sua utilização evita a dispersão de gotículas, pelas quais o vírus se espalha. Ao ser usada por pessoas doentes, ela impede que a pessoa dissemine o coronavírus ao tossir ou espirrar.  Por esse motivo, a procura das pessoas e a demanda da área de saúde pelo item tem sido grande.

Em Ponto Belo, região norte do Espírito Santo, costureiras adventistas se uniram para confeccionar máscaras para doação. São 8 pessoas envolvidas no trabalho, que já resultou em mais de 500 máscaras distribuídas entre profissionais do comércio local e famílias da comunidade.

Detalhe da costura das máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Detalhe da costura das máscaras. (Foto: Acervo Pessoal)

Uma das voluntárias é a Irandi Ribeiro da Silva, que costura desde os 12 anos. Ela explica que as máscaras são feitas com TNT branco, costuradas com elástico e com um bom acabamento. Cerca de 10 minutos é o tempo que elas levam, em média, para fazer uma máscara. “ Em meio aos nossos afazeres de casa, dedicamos esse tempo. É gratificante fazer algo por alguém e ser útil”, disse.

A ideia surgiu da proprietária de farmácias Guiomar Jahel, que percebeu a alta demanda pelo item e a baixa por parte dos fornecedores. Ela resolveu produzir, mas, ao invés de vender em sua loja, ela resolveu doar. “ Apelei às costureiras no grupo da igreja para poderem ajudar, visto que eu daria o material e ajudaria na costura. Elas ficaram muito animadas”, contou Guiomar.

Máscara e livro missionário que estão sendo entregues. (Foto: Acervo Pessoal)

Além da máscara, quem busca a doação também recebe o livro missionário A Maior Esperança. “ É uma oportunidade também de levar Jesus e fazer algo pela comunidade, mesmo a igreja estando fechada “, comentou Guiomar.

Além da Guiomar e da Irandi, participam da ação solidária a Eunice, Ivanir, Solange, Nice, Luíza, Ana Cláudia, Nancy e o Caio. Durante o trabalho, que é feito de casa e respeitando as recomendações do Ministério da Saúde, esse time recebe pães, bolos e outros itens gratuitos de uma padaria local, em reconhecimento à ação.

Sobre as máscaras

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso de máscaras para pessoas diagnosticadas ou com sintomas de Covid-19 ou de outras doenças respiratórias. Se você está cuidando de uma pessoa com a doença, também é preciso utilizar a proteção.

Antes de colocar a máscara, é preciso lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel. A máscara deve ser descartada tão logo comece a ficar úmida. Ao retirá-la do rosto, não toque na parte da frente e jogue-a numa lixeira fechada. Na sequência, lave e higienize as mãos, conforme recomendado. Esse tipo de máscara não deve ser reutilizado. (Fonte: Folha de São Paulo)

https://sdahymnal.net/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here