Encontro de secretárias adventistas do Sul reforça vocação religiosa e trabalha comportamento

Conteúdo original Encontro de secretárias adventistas do Sul reforça vocação religiosa e trabalha comportamento“>Encontro de secretárias adventistas do Sul reforça vocação religiosa e trabalha comportamento

_MG_2134Governador Celso Ramos, SC… [ASN] Secretárias, recepcionistas, telefonistas e assessoras de comunicação dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul estão reunidas desde ontem (23) para um encontro que ocorre a cada dois anos. Nestes dias, elas ouvem palestras, recebem treinamentos e participam de dinâmicas especiais. O evento termina no sábado (26).

O evento, que acontece no Centro Adventista de Treinamento e Recreação (Catre), em Governador Celso Ramos, é o nono ocorrido no Sul do Brasil. Neste ano, a temática geral (Escolhidas para Servir), reforça a vocação religiosa do trabalho das servidoras e busca discutir o que há de positivo e negativo nos mais diversos perfis existentes – com o objetivo de auxiliá-las pessoalmente e profissionalmente.

Para o diretor-financeiro e organizador do evento, pastor Davi Contri, aprimorar a inteligência emocional das servidoras influencia diretamente nos resultados. “Quando a secretária está bem emocionalmente, o trabalho flui muito mais no escritório. Quando ela consegue reagir bem às dificuldades, tanto elas, como a Igreja, ganham, por isso a gente investe neste lado emocional”, revela. Outro ponto essencial ressaltado por Contri para o acontecimento dos encontros é o fato de que são áreas que “se renovam com muita frequência”.

Entre os convidados que apresentaram palestras no segundo dia, estavam os palestrantes Benedito Muniz e Najla Rios, da Criativa Humana (SP), empresa que desenvolve projetos e soluções voltados a gestão. Eles desconstruíram diferentes perfis comportamentais de pessoas e listaram uma série de pontos fortes e serem explorados e características negativas que devem, aos poucos, combatidas. A apresentação foi um complemento à um formulário de pesquisa preenchido anteriormente pelas colaboradoras, que mensurou uma série de indícios comportamentais.

A secretária do Ministério Jovem do escritório que atende a metade norte de Santa Catarina, Miriã Belli vai buscar incorporar algumas das recomendações que foram dadas de acordo com sua personalidade. “Ele [Benedito] mostrou todos os perfis e fez com a que a gente pudesse entender a nós mesmas e o outro: nossos irmãos, chefes e outras pessoas do escritório. Com certeza, vou sair daqui com uma visão diferente sobre mim mesma e vou olhar o outro de uma forma diferente também. Isso é muito produtivo para nós, secretarias, que lidamos com muita gente”, enfatiza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *