Home Notícias Adventistas Fim de Semana Especial para Surdos diminui as distâncias criadas pelo isolamento...

Fim de Semana Especial para Surdos diminui as distâncias criadas pelo isolamento social

319
0

Por Andréia Kals
14 de outubro de 2020

O Isolamento social trouxe uma mudança de rotina para todos. Mas, ao que tudo indica, para o público surdo as adaptações têm sido ainda mais desafiadoras. Enquanto muitos utilizam as plataformas digitais para trabalho e entretenimento, para os surdos, a dificuldade é encontrar conteúdos disponíveis na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil, mais de 10 milhões de pessoas possuem deficiência auditiva. O número corresponde a 5% da população, mesmo assim a maior parte dos brasileiros não sabe se comunicar pela Língua Brasileira de Sinais (Libras). Por isso, muitos surdos recorrem a leitura labial.

Elvira Espírito Santo, do Rio de Janeiro, capital, é surda e enfrentou estes problemas. “A vida de cada pessoa foi afetada por causa da pandemia, as pessoas precisaram se distanciar uns dos outros e a acessibilidade para surdos é limitada. […] Todos ficaram com o espírito abatido, com medo, parece que estávamos nos distanciando de Deus. Eu senti isso”, conta.

Um Fim de Semana Especialmente para eles

Nos meios de Comunicação da Igreja Adventista do Sétimo Dia, porém, diversas atualizações foram feitas a fim de sanar esta necessidade, como a inclusão de intérpretes em Semanas de Oração e cultos promovidos pela TV Novo Tempo, e inclusão de intérpretes em diversas lives promovidas pelas sedes regionais da igreja.

Com o objetivo auxiliar neste ponto e promover um programa exclusivo ao público, o Ministério Adventista do Surdos (MAS) via sede Administrativa da Igreja Adventista para a região sul do Rio de Janeiro, promoveu nos dias 09, 10 e 11 de outubro, o primeiro Final de Semana dos Surdos. Uma série de três dias de evangelismo on-line produzida inteiramente na Língua de Sinais, tendo a opção de tradução em português.

“No fim da semana do Ministério Adventista de Surdos, o evento impactou todos os envolvidos na comunidade surda (surdos, interessados, intérpretes, familiares) a fim de nos unir virtualmente para adorarmos a Deus mesmo neste período de quarentena”, relembra Elvira. “O que o MAS fez nesse final de semana foi nos conectar a uma corrente e podemos perceber que a distância a Deus nos une”, completa.

O Ministério Adventista dos Surdos, pertence ao Ministério Adventista das Possibilidades, que coordena diversas áreas que tratam de inclusão e acessibilidade. “O objetivo principal é difundir e mostrar a importância que este ministério tem na pregação do evangelho. A mensagem é para todos, então precisamos torná-la acessível”, explica a coordenadora da área, Giselli Giselli Belinassi.

“Isso inclui a quebra vários paradigmas e estereótipos construídos ao longo dos anos. Nós buscamos a adesão das pessoas e a quebra de preconceitos. É preciso conhecer para entender, e entender para ajudar. Eu acredito que quanto mais pessoas conhecerem este ministério, mais vão querer participar. Vejo também que há um interesse social na língua de sinais”, pondera.

A programação

O programa contou com a participação de grupos do Ministério Adventista dos Surdos (MAS) de outros lugares, como Minas Gerais, Maranhão, Porto Alegre, São Paulo, Espírito Santo, e até Alemanha, que mandaram vídeos com músicas, testemunhos, encenações, ou participaram presencialmente de momentos especiais, como o de oração intercessora.

O pregador dos programas foi o pastor Douglas Silva, que também é surdo e utiliza a Língua dos Sinais para comunicação. Ele atua na Associação Paulistana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, na comunidade surda.

Galeria de Imagens:

https://sdahymnal.net/

Previous articleAdventist News Online| Millions of Kiswahili Speakers Can Now Read Adventist World in Their Mother Tongue
Next articleInter-America To Celebrate Annual Certification of Local Pastors During Online Event – Seventh-day Adventist Church

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here