Hospital Malamulo celebra 100 anos de assistência hospitalar

0
1426

Hospital Adventista em Malauí é famoso por seu atendimento integral a milhares.

September 22, 2015 Joanne Ratsara/SID


Hospital Malamulo celebra 100 anos de assistência hospitalar

Jason Blanchard, CEO of Malamulo Hospital, The Honorable Dr Peter Kumpalume MP, Dr Paul Ratsara, President Southern Africa – Indian Ocean Division and The Honorable Mary Navicha – MP Thyolo Thava unveiling a plaque to commemorate 100 years of healing in Malawi. [Photo credit Courtney Haas, Communication Specialist, Global Health Institute]

Quando criança, com apenas cinco anos, Jason Blanchard entrou pela primeira vez no Hospital Malamulo, no sul do Malauí, na África meridional,  foi para extrair as amígdalas. Enquanto caminhava pelo corredor até sua cama na ala pediátrica, estava ali perto a parteira Lisnett Chipyoza atuando na maternidade.

Trinta e cinco anos mais tarde, Jason Blanchard subiu os degraus do Malamulo uma segunda vez, mas desta feita como oficial executivo, encarregado de administrar o Hospital através do seu 100º aniversário e no que será o seu segundo século de cuidados às necessidades médicas e cirúrgicas da comunidade rural circundante. Em seu primeiro dia como CEO, ele caminhou por um corredor familiar até o seu escritório executivo, o exato quarto em que fora operado muitos anos antes. Pouco tempo depois, ele se encontrou com Lisnett Chipyoza, então com a idade de 107 anos, que ainda apoia e ora pelo hospital. 

Blanchard e a Sra Chipyoza , agora com 109 anos, foram destaque na celebração oficial do 100º Aniversário do Hospital Malamulo, na terça-feira 8 de setembro. 

Blanchard refletiu sobre a viagem que primeiro o levou a Malamulo. “Eu nasci nos EUA e mudei-me para a missão Matandani, a segunda missão mais antiga no Maláui, África meridional, quando tinha quatro anos. Meu pai era o missionário responsável pelo programa agrícola em Matandani. Minha mãe era nossa professora de instrução escolar doméstica e parteira”. 

Os pais do pequeno Jason preocupavam-se com a sua saúde e ele foi levado três horas e meia para Blantyre onde seus pais foram encaminhados para a clínica médica adventista mais próxima. Ele foi encaminhado para outra unidade a distância de mais 90 minutos por uma estrada sinuosa, mas pitoresca, através de verdejantes plantações de chá, até a Estação da Missão de Malamulo, sede do Hospital Malamulo, escola e editora.

“Foi-me dito que eu precisava ter minhas amígdalas extraídas. Tenho uma lembrança clara da sala de cirurgia e um anestesista sorrindo para mim, pedindo-me para respirar normalmente enquanto colocava uma máscara sobre a boca e o nariz. Minha última lembrança foi responder que não queria respirar! A cirurgia correu bem e dois dias depois fui para casa, em Matandani. Dois anos depois, a família retornou para os Estados Unidos”, recordou Blanchard.

Apesar do desconforto da cirurgia, a experiência teve um impacto positivo na sua vida que se entrelaça o futuro da grande instituição do Hospital Malamulo com o seu próprio.

As celebrações vibrantes do 100o. ano de cuidados médicos foram preenchidas com uma série de festividades, apresentações e  honrarias em reconhecimento àqueles que tiveram desempenhado um papel vital em alcançar este marco. Chipyoza cortou o bolo de aniversário e fez um breve sermão concluindo: “Jesus está realmente retornando! Se você estava duvidando disso, não tenha dúvida agora!!”

Outros convidados de honra na celebração do aniversário incluíram o Dr. Peter Kumpalume MP,  a Ministra da Saúde, Mary Navicha Thyolo Thava e outros líderes cívicos, uma equipe da Universidade Loma Linda liderada pelo Dr. Richard Hart, presidente, e o Dr. Lowell Cooper, Presidente do Conselho e líderes seniores da Igreja na Associação Geral, Divisão África Meridional-Oceano Índico e União Associação do Maláui.

O Dr. Peter Landless, diretor dos Ministérios de Saúde da Associação Geral, transmitiu as felicitações e votos da Associação Geral nessa ocasião memorável. “Somos gratos pela dedicação e paixão pela missão demonstrado por Malamulo, sua equipe e administradores. Nossa oração é que em breve, o trabalho seja concluído e Jesus volte. Até lá vamos trabalhar, planejar e ministrar especialmente no ministério da saúde integral de todos os tipos”.

Um tema recorrente da celebração foi o impacto positivo que a instituição cristã teve sobre seus pacientes e comunidade. O Dr. Peter Kumpalume MP, Ministro da Saúde, em representação do Presidente do Maláui disse: “Apesar de desafios econômicos, Malamulo tem sido uma excelente fonte de apoio para a comunidade circundante. Acabei de descobrir que Malamulo cobra apenas 250 kwachas (cerca de meio dólar) por noite para cuidados em regime de internamento aos moradores que vivem perto do hospital. Eles têm muito pouco dinheiro e o hospital generosamente ajuda de forma significativa. Mas isso não é obviamente suficiente para se manter um hospital! Estamos muito gratos pelo que o hospital está fazendo para a comunidade e . . . pelo apoio de doadores do exterior”.

“Esta instituição vem de origens humildes, mas está construída sobre a rocha de Jesus. É preciso coragem, fé e crença para administrar nossas instituições”, disse o Dr. Bangwato Sikwa, diretor de ministérios de saúde da Divisão África Mericional-Oceano Índico. 

“O que vamos extrair do passado para o futuro?” perguntou Lowell Cooper, presidente do conselho administrativo da Universidade Loma Linda. “É a percepção de que este lugar foi criado para honrar a Deus e servir às pessoas”. 

Em 1915 a Missão Malamulo abriu sua primeira clínica, que mais tarde se tornou o Hospital Adventista Malamulo. Hoje se destaca como uma das melhores instituições da região que prestam atenção de saúde de qualidade, carinho centrada em Cristo para a população rural carente do Maláui. A instituição de 200 leitos oferece serviços de cuidados preventivos de saúde e serviços especializados em saúde da mulher e da criança, doenças infecciosas, doenças crônicas e cirurgia geral. Os casos típicos incluem pneumonia, malária, tuberculose, complicações do HIV, desidratação e meningite. 

O Hospital Malamulo é gerido por Adventist Health International e abriga a Estação de Campo da Universidade Loma Linda, que dá aos residentes médicos de Loma Linda e outros lugares a oportunidade de atuar fora dos Estados Unidos e ainda obter a acreditação em Medicina. É o primeiro dos dois únicos locais desse tipo, (Maláui e Haiti). É o único lugar no mundo onde os cirurgiões dos EUA são credenciados pelo Conselho de Acreditação de Educação Médica de Pós-Graduação.

O Hospital Malamulo está mudando de uma instalação de cuidados para um hospital de ensino. “Através do nosso programa de treinamento cirúrgico de 5 anos, que é credenciado pela Academia Pan-Africana de Cirurgiões Cristãos (PAACS) e nossa instituição irmã, a Faculdade de Ciências da Saúde de Malamulo, também no campus, treinamos enfermeiras, funcionários clínicos, bio-tecnólogos e outros para serem praticantes centrados em Cristo a fim de dar assistência de primeira qualidade para o povo de Maláui”, disse Blanchard.

Malamulo é capaz de alcançar uma ampla gama de pessoas que serve a uma área de influência de cerca de 500.000 habitantes através de serviços de saúde com clínicas móveis e 3 centros de saúde.

O Presidente da Divisão África Meridional-Oceano Índico, Paul Ratsara, tocado pelo sacrifício de tantos funcionários durante o último século, comentou: “Presto homenagem aos muitos missionários e funcionários locais que ofereceram seus serviços para Malamulo, incluindo a nossa atual talentosa equipe . Embora nossas necessidades sejam enormes devido ao sucateamento de equipamentos e recursos financeiros limitados, prestamos homenagem ao nosso amoroso Pai celeste que continuou a prover-nos através da assistência de doadores e talentosos missionários locais e internacionais e os principais líderes que abriram o caminho para um futuro mais brilhante para a medicina no Maláui”.

Adventist News Network

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here