Iniciativa adventista influencia bióloga a ser doadora de sangue

0
80

Além de ajudar a salvar vidas regularmente há 10 anos, Brunna Eduarda também influencia outras pessoa a fazer o mesmo.

Por Priscila Baracho
14 de junho de 2019

Campanha Vida por Vidas 2019, iniciativa que estimula a população a doar sangue regularmente (Foto: Divulgação).

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. De acordo com a Agência Brasil, apenas 1,6% da população doa sangue no País. Para ajudar a mudar essa realidade a Igreja Adventista criou o projeto Vida por Vidas, que incentiva a doação de sangue. Desde 2005, os jovens adventistas em toda a América do Sul participam ativamente do projeto. No Amazonas, eles são os maiores doadores no Estado. Em parceria com a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (HEMOAM), anualmente são coletadas cerca de 1.800 bolsas.

Leia também:

A bióloga Brunna Eduarda Neves é doadora há 10 anos e sempre participa do projeto Vida por Vidas. A cada ano, ela realiza três doações, respeitando o período de intervalo indicado para mulheres.

Como foi sua primeira doação?

A primeira vez que doei foi com a minha turma da universidade, que também estava doando pela primeira vez. Foi chamado de “trote solidário”.

Você já viveu alguma experiência de ajuda direta para alguém que precisava de doadores?

Um primo meu foi diagnosticado com leucemia há alguns anos e estava em estágio avançado. Ele foi para o Rio de Janeiro e lá eu tinha um amigo que trabalhava no Ministério Jovem da Igreja Adventista e compartilhei com ele o post da esposa desse primo, informando que ele estava precisando de bolsas de sangue. Um mês depois, minha mãe me ligou dizendo que o meu primo tinha feito uma homenagem aos jovens adventistas no Facebook.

No post, ele falava que não conhecia nenhum dos 23 jovens que doaram, mas que sabia que eles foram enviados por Deus, pois o lema deles era: “Ele deu tudo para você doar um pouco”. E naquele ano era o nosso tema da campanha Vida por Vidas. Eu não sabia que um compartilhamento iria ajudá-lo, muito menos que 23 jovens que nem sabiam quem ele era também iriam se importar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here