SALT-Faama se mobiliza para doar sangue

0
106

Fundação conta com comunidades cristãs para estabilizar bancos de sangue e suprir a demanda.

Por Carolina Nogueira
17 de maio de 2019

Alunos do SALT visitaram HEMOPA para doação de sangue

Os alunos da Faculdade Adventista da Amazônia (Faama) participaram nesta sexta-feira, 17, de uma iniciativa de doação de sangue na Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa). Cerca de 30 alunos, majoritariamente do Seminário Adventista Latino Americano de Teologia (SALt) se envolveram com a iniciativa.

MEDO DE AGULHA

Na ocasião, o aluno do Salt, Gelson Ferreira se propôs a doar sangue pela primeira vez. Para ele, o medo não pode ser um obstáculo. “Eu tenho medo de agulha. Precisei tirar sangue uma vez e desmaiei. Mas a gente está estudando para salvar vidas não só espiritualmente mas fisicamente também, então o medo não precisa ser um problema. Vai dar tudo certo”, afirmou.

Já Felipe Emanuel que também é estudante, doou sangue 10 vezes nos últimos três anos. Ele explica como adquiriu este hábito. “Eu queria superar o medo de agulha e quis fazer isso doando sangue. Não funcionou. Eu senti medo todas as 10 vezes. Mas vou continuar doando pra ajudar quem precisa”, garantiu.

O pastor e organizador do projeto Vagner Rodrigues admitiu estar apreensivo também. “Eu também tenho medo de agulha e nunca doei sangue antes de hoje. Mas nós temos um Deus em quem a gente pode confiar e o processo é totalmente seguro. Envolve médicos, enfermeiros e exames que garantem que tudo corra bem”.

MOTIVAÇÃO

Segundo a HEMOPA, uma bolsa de sangue de 500ml pode salvar até quatro pessoas. As solicitações diárias de bolsas de sangue somam 350, enquanto o número de doadores diariamente chega a 200, em ocasiões otimistas, segundo a fundação.

Alessandra Leite, assistente social da fundação HEMOPA comenta a necessidade de doadores voluntários.”A doação de sangue é um ato espontâneo de solidariedade e cidadania. Por mais que a gente precise e incentive essa iniciativa, não podemos obrigar ninguém a doar”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here